sexta-feira, 11 de novembro de 2011

No jogo do Brasil no Gabão torcedor do Paysandu rouba a cena

Congresso Brasileiro de Pesca

O XVII Congresso Brasileiro de Pesca (Conbep) será realizado no período de 27 de novembro a 1º de dezembro de 2011, na cidade de Belém, capital do Estado do Pará. O Conbep será realizado pela Associação dos Engenheiros de Pesca dos Estados do Pará e Amapá (AEP-PA/AP), Federação das Associações dos Engenheiros de Pesca do Brasil (Faep-BR), Associação Brasileira de Engenharia de Pesca (Abep), juntamente com a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará e Sebrae/PA, com os eventos: o I Fórum do Setor Pesqueiro; I Seminario do Caranguejo-Uçá do Pará; o III Encontro de Ostreicultura do Nordeste Paraense e o II Workshop de Cultivo do Pirarucu. O Conbep 2011 marca os 42 anos da Extensão Pesqueira no Brasil e os 40 anos da Engenharia de Pesca no Brasil.

A Expo Conbep: Feira de Agricultura e Pesca, irá reunir as principais empresas e instituições envolvidas com o tema do evento, proporcionando aos participantes a interação com o setor empresarial pesqueiro, além da exposição dos estandes institucionais que estarão presentes no evento.

CAMPEONATO BRASILEIRO DE KARATE

Aluno Camilo Machado Silva é estudante da 8ª série do ensino fundamental da Escola Cândida, tem 14 anos de idade e já é um grande campeão de Karate, reconhecido em todo Brasil e no mundo.

Camilo esteve em Natal – Rio Grande do Norte, nos dias 05 e 06/11/11 participando do CAMPEONATO BRASILEIRO DE KARATE pela Confederação Brasileira de Artes Marciais, vencendo em 2º lugar no KATA e medalha de Prata no KUMITE, uma grande conquista para Ananindeua/PA.

'Nem', chefe do tráfico no Rio: do luxo na favela para a prisão

..Nem, 35 anos, que vivia como um rei na maior favela do Rio, comandava 200 pessoas em uma poderosa rede de narcotráfico e chegou a simular sua morte para escapar da polícia, foi preso e levado nesta quinta-feira à prisão de segurança máxima Bangu.

Antônio Francisco Bonfim Lopes, apelidado de "Nem", dirigiu durante 10 anos o tráfico na Rocinha, a favela mais populosa do Brasil e uma das maiores da América Latina, com mais de 120.000 habitantes.

Em sua casa com salão de festas, academia e terraço com vista para o mar, Nem ganhava cerca de 3 milhões de reais por mês pela venda de maconha, cocaína e crack - o qual refinava em laboratórios clandestinos na favela - e ecstasy, a única droga que consumia, segundo afirmaram policiais não identificados à imprensa local.

Ex-funcionário modelo de uma empresa de telecomunicações, entrou no crime organizado casualmente, depois de ter pedido dinheiro emprestado a um ex-chefe do narcotráfico da Rocinha para pagar os gastos hospitalares de um de seus filhos, disse à AFP William de Oliveira, presidente do Movimento Popular de Favelas e morador da Rocinha por toda a vida.

Para pagar suas dívidas, começou a traficar e logo se tornou chefe da facção "Amigo dos Amigos" (ADA), que controla a Rocinha, informou Oliveira.

"Era trabalhador (...). Não era uma má pessoa. Espero que possa pagar por seus crimes e retornar como cidadão à favela para ficar com sua família", afirmou esse ex-vizinho do líder criminoso.

Nem, que enfrenta nove mandados de prisão por narcotráfico, homicídio e lavagem de dinheiro, nunca tinha sido preso. Foi preso na madrugada desta quinta-feira pela polícia quando fugia da Rocinha escondido no porta-malas de um automóvel, diante de uma iminente operação policial para a retomada da favela.

"Ele tem a palavra final em tudo o que acontece dentro das comunidades, oferecendo uma imagem de benfeitor e escondendo os rastros de sangue e terror", afirmou a polícia em sua ordem de busca.

Em janeiro de 2010, tentou forjar sua própria morte para escapar da Justiça, encarregando seu enterro e pagando um médico para que fizesse uma certidão de óbito falsa.

Em agosto do mesmo ano, fugiu de um baile na favela perseguido pela polícia, e invadiu com seus cúmplices do Hotel Intercontinental de São Conrado, onde fez 35 reféns até que conseguiu escapar.

Nem é suspeito também do assassinato de duas mulheres de 20 e 25 anos que entraram na Rocinha em maio de 2010 e desapareceram. Segundo o delegado da divisão de homicídios do Rio, Felipe Ettore, as duas foram condenadas à morte pelo "tribunal do tráfico" dirigido por Nem, pelo desvio de uma carga de haxixe com valor estimado de 30.000 reais.

No domingo passado, frente à iminente ocupação policial da favela, Nem ofereceu uma grande festa de despedida, durante a qual chorou por seu futuro e misturou uísque com ecstasy, o que provocou uma convulsão e teve de ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Rocinha. Temeroso de ser preso no local, fugiu com o frasco de soro ainda no braço, segundo a polícia.

Nem, um homem alto e magro, "tem sete filhos, dois deles adotados, de três mulheres diferentes, e disse que quando sair da prisão voltará a ter uma vida normal", afirmou nesta quinta-feira o delegado da Polícia Federal do Rio, Victor Poubel.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

REMO X PAYSSANDU

Por aqui, tudo vira Remo e Payssandu, até quando as questões são de relevância, como o plesbicito que avaliará a vontade do povo do Pará em dividi-lo criando-se ou não, os novos estados do Carajás e Tapajos.
Há dias, circulam pelas ruas da região metropolitana, adesivo de carros com os dizeres : O Pará tem que ser igual ao Remo, sem divisão.
Pois bem, hoje o blog recebeu um email cuja imagem postamos abaixo:


PRESIDENTE DILMA REAJUSTA VALORES DO SIMPLES NACIONAL

A presidente Dilma Rousseff sancionará nesta quinta-feira (10) o projeto de lei que amplia o Simples Nacional e o Empreendedor Individual. A cerimônia, marcada para as 11 horas, no salão nobre do Palácio do Planalto, contará com a presença de ministros, parlamentares, empresários e integrantes de instituições de apoio aos micro e pequenos negócios, como o Sebrae.
A ampliação do Simples Nacional era muito esperada pelo segmento e trará benefícios para a economia brasileira como um todo. Vai estimular o crescimento dos pequenos negócios, incentivar as exportações e permitir a negociação de débitos sem comprometer a sobrevivência da empresa? afirma o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barretto.
O projeto é de iniciativa do Executivo. Enviado ao Congresso no dia 9 de agosto, foi aprovado por unanimidade na Câmara (31 de agosto) e no Senado (5 de outubro). A nova lei reajusta em 50% as faixas de enquadramento e o teto da receita bruta anual das empresas do Simples Nacional. O da microempresa passa de R$ 240 mil para R$ 360 mil e o da pequena sobe de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões. O teto do Empreendedor Individual (EI), categoria jurídica em vigor desde julho de 2009, aumenta de R$ 36 mil para R$ 60 mil por ano.
A mudança atinge diretamente as mais de 5,6 milhões de empresas, incluindo 1,7 milhão de empreendedores individuais que integramo regime especial de tributação em atividades como cabeleireiras, manicures, costureiras, carpinteiros, borracheiros, eletricistas e encanadores.
Para maiores informações acesse o site:
http://exame.abril.com.br/pme/noticias/presidente-dilma-n

TRE prevê resultado de plebiscito para as 22h

Já está em ritmo acelerado a preparação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para o plebiscito, no dia 11 de dezembro, que consultará a população sobre a criação dos Estados do Carajás e Tapajós. Segundo o TRE, 4.846.659 eleitores devem comparecer às urnas e exercer o direito ao voto.

Segundo o presidente do TRE, desembargador Ricardo Nunes, as urnas que estavam no galpão da instituição e atenderão às zonas no interior do Estado já começaram a ser transportadas. Até o final da semana todas devem estar nos locais onde serão feitos testes de funcionamento e também o processo de inserção do sistema de eleitores e votação. Depois, as urnas serão lacradas e enviadas às seções eleitorais. A expectativa é de que até o final do dia 9 de dezembro todos os aproximadamente 15.700 equipamentos que serão utilizados já estejam nos locais de votação.

Paysandu confia em 'casadinha' para obter efeito suspensivo

Enquanto os bicolores ainda lamentam a punição do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que determinou que o Paysandu jogue a que seria sua última partida em Belém pela Série C 2011 a pelo menos 100 quilômetros de distância da capital paraense, o advogado do clube no Rio de Janeiro, Osvaldo Sestário, adiantou ao Portal ORM que deve ser apresentado, na tarde desta quarta-feira (9), o pedido oficial que poderá suspender esta decisão e garantir o jogo do Papão na 'Cidade das Mangueiras'.

Sestário contou que está em fase de finalização da documentação que servirá como base para o pedido de efeito suspensivo da decisão do STJD e revelou qual será o argumento principal da defesa alviceleste. 'Vamos falar sobre a venda de ingressos na promoção 'casadinha', que proporcionou a venda de ingressos já para este jogo contra o Luverdense aqui em Belém, no Mangueirão. Estou somente esperando o documento completo sobre estas vendas para fechar minha papelada', disse.

Sobre as perspectivas acerca da decisão final sobre o efeito suspensivo, Sestário foi diplomático: 'Lógico que isto (a decisão) vai depender do juiz que receberá o caso, mas a possibilidade do Paysandu jogar em Belém existe e é grande porque estamos baseados em caminhos legais', ressaltou.

Caso seja concedido o efeito suspensivo ao Paysandu, a pena da perda de mando de campo será cumprida somente em 2012, provavelmente durante a Copa do Brasil de 2012, que será a primeira competição nacional do ano, 'já que depois o caso terá seu mérito julgado novamente e isto já deverá acontecer depois do jogo ter ocorrido', explicou Sestário. Se acontecer o contrário e a punição for mantida, o time de Andrade deverá enfrentar os matogrossenses no estádio Navegantão, em Tucuruí, no sudeste paraense.

O jogo entre Paysandu e Luverdense, pela penúltima rodada da segunda fase da Série C do campeonato brasileiro, está marcado para a quarta-feira (16), às 20h30 (horário de Belém), ainda sem local definido, com transmissão em tempo real pelo Portal ORM.

Campeã da Série B


Depois de 38 anos, o torcedor da Portuguesa pôde soltar o grito de "É campeão". Com um empate de 2 a 2 num belíssimo jogo contra o Sport, no Canindé, a Lusa coroou campanha irrepreensível e conquistou, por antecipação, o título da Série B do Campeonato Brasileiro. A Portuguesa foi a 72 pontos, dez a mais que o Náutico. Como faltam apenas três rodadas, o time rubro-verde não pode mais ser alcançado. O empate mantém o Sport na luta por uma vaga na Série A - com 52 pontos, três a menos que o Bragantino, novo integrante do G-4.

Justiça condena casal que matou vigilante em motel

Savana Nathália Barbosa Cruz e Raimundo Nonato Ferreira dos Santos, acusados de assassinar o vigilante Joelson Ramos de Souza, no 10 de julho deste ano, em um motel, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, foram considerados culpados pelo crime de latrocínio. Os dois vão cumprir, respectivamente, 27 anos e oito meses e 27 anos e cinco meses de reclusão. A juíza Andréa Lopes Miralha, da 5ª Vara Penal da Comarca de Ananindeua, acatou parcialmente a denúncia oferecida pelo Ministério Público, condenando os réus também pelos crimes de destruição, subtração e ocultação de cadáver, mas remetendo para a Comarca de Novo Repartimento a acusação contra Raimundo de uso de documentos falsos e para a Comarca de Belém a acusação contra ambos de prática de estelionato.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

'Bom Dia Pará' abre série sobre plebiscito

 
A edição de ontem do programa "Bom Dia Pará", exibido pela TV Liberal/ Rede Globo, iniciou o "Você já decidiu o seu futuro?", um quadro de entrevistas com os representantes das frentes responsáveis pela campanha plebiscitária sobre a divisão do território paraense. O Presidente da Frente Contra a Criação do Estado do Carajás, Deputado Federal Zenaldo Coutinho (PSDB-PA), foi o primeiro a participar. O programa é exibido às 6h30.

O quadro faz parte da cobertura completa do plebiscito programada pela TV Liberal para levar ao telespectador informações que possam ajudá-lo a decidir como votar no dia 11 de dezembro.

A série preparada para o "Bom Dia Pará" terá quatro dias de duração e será transmitida tanto pela TV Liberal quanto pela TV Tapajós, afiliada da Rede Globo na região oeste do Estado.

A cada dia, o representante de uma das frentes participará ao vivo do primeiro bloco do programa. Cada um terá dez minutos, prorrogáveis por mais 30 segundos, para defender sua tese sobre a divisão ou não do Estado.

Além dos apresentadores do "Bom Dia Pará", os próprios telespectadores farão perguntas. Elas foram gravadas previamente durante o trabalho de produção realizado em todo o Estado. Ao todo, a produção selecionou 20 perguntas. Dessas, duas serão sorteadas ao vivo para serem respondidas pelos representantes das frentes.

Pelo cronograma do programa, o Deputado Zenaldo Coutinho foi o entrevistado de ontem. Hoje, foi a vez do Deputado Estadual João Salame (PPS), Presidente da Frente a Favor da Criação do Estado do Carajás.

Amanha, será a vez do Presidente da Frente a Favor do Estado do Tapajós, Deputado Federal Lira Maia (DEM), e na quinta-feira, 10, o quadro será encerrado com o Vice-Presidente da Frente Contra o Estado do Tapajós, Deputado Estadual Eliel Faustino(PR).

Rua Santa Maria passa por recuperação


A via é um dos principais acessos entre a Jaderlândia e o Atalaia (Foto: Marco Santos)

Uma das principais ruas que liga os bairros do Atalaia e Jaderlândia, no município de Ananindeua, além de ser um importante acesso à rodovia BR-316, a Rua Santa Maria vem recebendo importantes serviços de infraestrutura. A obra é uma antiga reivindicação dos moradores área e foi retomada em agosto.
Após ter o projeto reformulado e aprovado pelo Ministério das Cidades, a obra chega à fase de pavimentação e está prestes a ser concluída. A Santa Maria é uma das 15 vias da Jaderlândia que estão sendo recuperadas. O trabalho inclui serviços de drenagem, terraplenagem, meio-fio, calçadas pavimentação e sinalização.
Mas os benefícios na área vão além do saneamento: os moradores estão na expectativa por mais qualidade de vida. “Nossa rua está ficando ótima! Agora podemos andar sem nos preocupar com lama e buracos. O asfalto vai trazer mais segurança”, acredita Maria de Nazaré, moradora da área.
Para o prefeito Helder Barbalho, a pavimentação da Rua Santa Maria representa o fim de um tormento para a comunidade da área. “O município possui importantes obras de infraestrutura em andamento. Depois de reformulado, o projeto da Santa Maria chega ao processo de pavimentação. Um avanço muito importante, uma obra de qualidade que foi reivindicada por anos e, em breve, teremos a satisfação de entregar aos moradores”.
Fonte: Diário do Pará

RECURSO DE JADER EM MESA DO STF

Hoje as 14:59 o Ministro Joaquim Barbosa resolveu por em mesa o Recurso Extraordinário – RE 631102 em que o Senador Eleito, em Outubro de 2010, Jader Barbalho pleiteia sua diplomação como Senador do Pará.
Isto significa que amanhã, havendo disponibilidade de tempo, o recurso poderá ser julgado pelo pleno do STF. Há expectativa de provimento do recurso,  ou seja,  amanhã a justiça poderá ser feita e Jader Barbalho terá seu direito reconhecido, podendo ser diplomado e empossado Senador da Republica representando nosso Estado.

Vestibular ESMAC 2012

Inscrições para o XXVI Congresso dos Tribunais de Contas já estão abertas.

Já estão abertas as inscrições para o XXVI Congresso dos Tribunais de Contas que a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (ATRICON) vai realizar em Belém do Pará, no período de 21 a 23 do próximo mês de novembro, no Crowne Plaza. A sessão de instalação será às 14h30, mas o credenciamento iniciará às 10h, paralelamente à sessão preparatória do Congresso. As inscrições ao evento podem ser feitas através do site http://congresso2011.atricon.org.br.


O XXVI Congresso dos Tribunais de Contas reunirá conselheiros, auditores e corpo técnico de todos os Tribunais de Contas do Brasil, além de renomados juristas como palestrantes. Durante o evento serão debatidos assuntos da mais alta relevância para as Cortes de Contas e, consequentemente, para a sociedade brasileira. O evento é promovido também pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM/PA), Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE/PA), Instituto Rui Barbosa (IRB), Associação Brasileira dos Tribunais de Contas dos Municípios (ABRACOM) e Programa de Modernização do Sistema de Controle Externo dos Estados e Municípios Brasileiros (PROMOEX).
A sessão de abertura do XXVI Congresso dos Tribunais de Contas acontecerá no Teatro Maria Sylvia Nunes da Estação das Docas, a partir das 19h. Logo em seguida, às 20h, o governador do Pará Simão Jatene vai proferir a conferência de abertura, após o que haverá uma apresentação cultural e o jantar de abertura.
PROGRAMAÇÃO

A programação ainda não está totalmente definida, mas durante o evento estão previstos debates sobre temas importantes como: “A Nova Contabilidade Pública e os Tribunais de Contas”; o “Regime Licitatório Diferenciado nas Contratações Públicas para as Obras da Copa do Mundo e das Olimpíadas”; “Copa 2014 – Modelo de Fiscalização Integrada”; “Conselho Nacional e Modelo Constitucional”; “Cooperação Internacional”; “A Fiscalização da Sustentabilidade”; e “A Dualidade no Julgamento de Contas de Prefeitos”.

No último dia do evento, às 10h30, será realizada a Assembleia Geral da ATRICON; às 11h30, a Assembleia Geral do IRB; às 14h30, a sessão plenária; e às 16h, a sessão de encerramento do XXVI Congresso dos Tribunais de Contas..

Ananindeua online

Clique para ampliar.
Fonte: Ascom PMA

PMB implantará projeto Ônibus de Trânsito Rápido


A Prefeitura de Belém inicia ainda este mês o processo licitatório para a implantação do projeto do Ônibus de Trânsito Rápido, os chamados ônibus como BRT (Bus Rapid Transit). O projeto, que é modelo em cidades como Curitiba (PR) e Bogotá (Colômbia), terá início no distrito de
Icoaraci, passando pela rodovia Augusto Montenegro, avenida Almirante Barroso até o bairro de São Brás. O custo estimado do projeto é R$ 400 milhões.
O BTR é um sistema alternativo de transporte público cujo objetivo é viabilizar o deslocamento rápido dos passageiros por meio de estações de transferência e corredores exclusivos de ônibus. A obra do BRT de Belém, após vencidos todos os trâmites, deve ser concluída em até 12 meses. A obra inclui ainda a construção de um elevado na área do Entroncamento, o que deve garantir melhor fluidez do corredor exclusivo de ônibus que será criado.
O secretário municipal de Habitação, Oswaldo Gonzaga Santos, explica que o projeto será financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Serão R$ 370 milhões mediante uma contrapartida da prefeitura em torno de R$ 30 milhões.
Segundo o secretário, Belém se encontra numa situação de caos no trânsito que era prevista para 2025, mas que já é uma realidade em 2011. “Estamos buscando alternativas para resolver esse problema. Nossa preocupação maior é com Icoaraci, pois a Augusto Montenegro se tornou um verdadeiro canteiro de obras (de conjuntos habitacionais)”, explica.


SERVIÇO
Oswaldo detalha que o serviço de ônibus BRT tem vantagens sobre os sistema de transporte coletivo comum. “Estes veículos possuem corredores exclusivos, com uma calha de trafegabilidade e consegue atender um grande número de pessoas. Os embarques e desembarques são mais rápidos porque são feitos em plataformas elevadas no mesmo nível dos veículos”.
O sistema de ônibus BRT possui características semelhantes aos sistemas mais modernos de transporte urbano sobre trilhos, mas com um diferencial importante: representa 20% do custo de implantação de um metrô de superfície e as obras necessárias são muito mais rápidas.
O serviço deverá ter uma tarifa diferenciada, mas cujo valor será calculado e estudado pela CTBel, diz Gonzaga. “Não será algo como uma passagem de R$ 10. Queremos algo que seja interessante para o empresário, mas que não sangre ainda mais os baixos salários da população”.
Empresas concessionárias de transportes coletivos serão orientadas pela Prefeitura de Belém sobre o novo projeto. “Vamos dar a chance para aos empresários conhecerem o projeto e ver como ocorre em cidades como Curituba e Bogotá. Gonzaga acredita que após o trâmite do processo licitatório deverá ser concluído em até 60 dias e logo no início de 2012 as obras deverão ser iniciadas.

Rua Santa Maria passa por recuperação

 
 
Uma das principais ruas que liga os bairros do Atalaia e Jaderlândia, no município de Ananindeua, além de ser um importante acesso à rodovia BR-316, a Rua Santa Maria vem recebendo importantes serviços de infraestrutura. A obra é uma antiga reivindicação dos moradores área e foi retomada em agosto.

Após ter o projeto reformulado e aprovado pelo Ministério das Cidades, a obra chega à fase de pavimentação e está prestes a ser concluída. A Santa Maria é uma das 15 vias da Jaderlândia que estão sendo recuperadas. O trabalho inclui serviços de drenagem, terraplenagem, meio-fio, calçadas pavimentação e sinalização.

Mas os benefícios na área vão além do saneamento: os moradores estão na expectativa por mais qualidade de vida. “Nossa rua está ficando ótima! Agora podemos andar sem nos preocupar com lama e buracos. O asfalto vai trazer mais segurança”, acredita Maria de Nazaré, moradora da área.

Para o Prefeito Helder Barbalho, a pavimentação da Rua Santa Maria representa o fim de um tormento para a comunidade da área. “O município possui importantes obras de infraestrutura em andamento. Depois de reformulado, o projeto da Santa Maria chega ao processo de pavimentação. Um avanço muito importante, uma obra de qualidade que foi reivindicada por anos e, em breve, teremos a satisfação de entregar aos moradores”.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Centro Nova Vida

Luiz Veiga
 O Centro Nova Vida agora vai atender também em Breves, na Ilha do Marajó. O CNV é referência, com quase 20 anos de atividades reconhecidas, na prevenção ao uso de drogas e recuperação de dependentes químicos. A interiorização do Centro será coordenada pelo pastor Hildo Tavares e pode chegar a outras cidades

AFINAL, O QUE SOMOS?

Entre 187 países avaliados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, o Brasil figura na 84ª posição no que se refere ao Índice de Desenvolvimento Humano, o IDH, que mede riqueza, alfabetização, esperança de vida, educação, taxa de mortalidade e outros dados. Ou seja, as Nações Unidas avaliam e classificam anualmente  os países de acordo com o bem-estar da sua população, principalmente a infantil.
Essa incômoda posição deixa o Brasil atrás de países como Chile, Argentina, Barbados, Uruguai, Cuba, Bahamas, México, Pananá, Antígua e Barbuda, e Trinidad e Tobago, só para citar como estamos em relação à América Latina. Por outro lado, desde o ano passado, numa classificação de agências internacionais, o Brasil desbancou a Itália e passou a ser a 7ª economia do mundo. Perdemos somente para os EUA, China, Japão, Alemanha, França e Reino Unido. Previsões mais otimistas já apontam o Brasil como a 5ª maior economia em 2018. Na nossa frente devem estar apenas EUA, China, Japão e Alemanha, segundo notícias de jornais. Confesso que acho indecente a divulgação desses dados, porque eles apontam para um país injusto, onde a concentração de renda está quase toda em uma pequena parcela da população.  Já tratei deste tema e até desci a detalhes, mas peço relevância ao leitor, pois sou clínico geral em matéria de avaliação e compreensão dos números apresentados ou discutidos por institutos matemáticos. Eu não compreendo e acredito que a maioria da população também não leva fé ao ler, ouvir e ver a efusiva apresentação dos dados anuais, de uma equação sem método compreensível, pelo menos para nós, pobres mortais. Ou então, como se explica que um país tão rico (o ex-presidente Lula e a presidente Dilma fazem palestras a países pobres sobre como aumentar a qualidade de vida das classes mais baixas) possa mascarar tanto a sua realidade? Como entender que, num país rico, mulheres grávidas, crianças e idosos sofram, diariamente, na porta de hospitais públicos sem atendimento, ou que estejam na rua com fome e frio, sujeitos a todo tipo de violência? Como entender uma juventude que busca freneticamente trabalho ou educação e só encontra portas fechadas? Eu tenho dificuldade de entender como o governo do ex-presidente Lula comemorou e ainda comemora a passagem de 20 milhões de brasileiros das classes D e E para a classe média, apenas com um programa de bolsa-tudo. A fórmula é esta: distribuição de bolsas assistenciais para milhões de brasileiros. Aí está o grande investimento em favor dos mais pobres, o fator que define a popularidade do ex-presidente Lula como a maior entre todos os homens que passaram pela presidência da República.
A festa que a mídia fez para a subida de um ponto na lista dos países com melhor IDH foi absurda (ano passado a nossa colocação era a 85ª). A fantasia por pouco não virou loucura. O cidadão comum deve estar com um nó na cabeça – ou uma pulga atrás da orelha – em ver a realidade a sua volta, da qual ele está excluído dos serviços primários e básicos (não tem acesso à casa própria, à água tratada, saneamento básico, educação e, principalmente, a uma vida saudável), e os noticiários a garantir que o Brasil é uma potência e está “bombando” lá fora; é um país rico, mesmo que o seu IDH seja um dos piores da América Latina; mesmo que os nossos indicadores sociais revelem desequilíbrios na distribuição de renda e que grande parte da população viva em condições miseráveis.
Sobre este tema as autoridades, economistas e institutos como o IBGE, IPEA e até o Ministério do Planejamento devem explicação à comunidade para que possamos entender esse enigma da pirâmide que é a possibilidade de sermos ricos e miseráveis. De como estar em dois lugares ao mesmo tempo.
Segundo o Pnud, o IDH brasileiro pode não ter tanta importância para a nossa situação quanto para populações de países que estão na linha extrema da pobreza, como os da África, por exemplo. É que, no Brasil, uma melhor qualidade de vida, pode ser garantida pelo patrimônio individual, ou seja, quem tiver dinheiro, tem melhor expectativa de vida, acesso à saúde, educação, lazer, transporte e tudo mais, ao contrário dos países onde não existe infraestrutura, e aí a vida pode ser difícil mesmo para os mais abastados.
Parece até brincadeira, ou quem sabe uma charada, o Brasil ser a sétima potência mundial e ter um dos piores IDH da América Latina. É o caso de se dizer “entendi, mas não compreendi”.
JADER BARBALHO
*Texto originalmente publicado no Jornal Diário do Pará no dia 06 de Novembro de 2011.